headerphoto


"Sempre há uma esperança."

Mais do que uma frase bonita, essas palavras expressam a verdade em que cremos no Projeto Novo Caminhar. Temos a certeza de que qualquer pessoa, independente da situação e do seu passado pode ter uma nova vida, assim como Jesus disse em Mateus 9:12-13:

"Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Vão aprender o que significa isto: ’Desejo misericórdia, não sacrifícios. ’ Pois eu não vim chamar justos, mas pecadores ao arrependimento. "

Nosso principal objetivo é ajudar crianças e adolescentes do sexo feminino a viverem esta verdade, se libertarem de diversos problemas como violência, rejeição, abusos e exploração sexual, abandono e outros, e ao mesmo tempo dar-lhes uma oportunidade de recomeçar e de viver uma vida digna, de acordo com valores cristãos. Cremos que os infortúnios e erros do passado não são a certeza de um futuro comprometido e vivemos essa verdade.


Testemunho de uma jovem restaurada

Meu nome é Rafaela e nasci em um lar humilde de uma cidade pobre do interior de Minas Gerais.
Meu pai e minha mãe eram ajuntados e espíritas. Após vários abortos provocados, de forma milagrosa, minha mãe resolveu levar minha gravidez adiante.
Logo que nasci entretanto, meus pais me rejeitaram, e fui então morar com a minha avó. Depois de um tempo, minha mãe separou-se do meu pai e veio morar conosco. Ela se prostituia dentro de casa.
Cresci ouvindo as pessoas - inclusive minha mãe - me amaldiçoando dizendo que eu também seria uma prostituta. Estava também cada vez envolvida mais intensamente na feitiçaria e macumbaria, seguindo minha mãe. Várias vezes ela tentou me matar. Minha vida em casa era um inferno e por isso vivia na rua.
Aos 11 anos, entrei na prostituição e no homosexualismo. Também comecei a fumar e a beber muito. Era orgulhosa, brigona, violenta e muito infeliz. Já pensei até em suicidar-me. Não tinha razão para viver.
Com 13 anos, vim parar no Projeto Novo Caminhar enviada pelo Conselho Tutelar. Foi aqui que a minha vida começou a mudar...
Conheci Jesus, o amor de Deus e me senti muito amada e valorizada pelas pessoas que cuidaram de mim. Conheci coisas novas, comecei a ler a Bíblia e a estudar, aprendi danças e teatros, descobrindo assim que possuo um dom especial para as artes.
Hoje dou aula de dança, estou frequentando a escola, trabalho na casa ajudando as tias a aconselhar as outras meninas e a coordenar o dia-a-dia delas.
Deixei minha vida antiga para trás e hoje sou uma nova criatura. Decidi que quero ser missionária para falar para outras pessoas do amor transformador de Deus. Sonho em ver minha família restaurada e em pregar o evangelho na África.
Estou aqui desde 2004 e a cada dia cresço no amor e conhecimento desse Deus que transformou a minha história!

- Rafa C. F.